Notícias

 

20/01/2017
TRT 15ª – 4ª Câmara reduz adicional de insalubridade de trabalhadora que trabalhava em contato com pó de algodão
A 4ª Câmara do TRT-15 deu parcial provimento ao recurso da reclamada, uma impo...

 

20/01/2017
TST – Portuário será indenizado por suspensão antes de conclusão de processo disciplinar
A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA) foi condenada pela J...

 

19/01/2017
TST – Portal do Tribunal Superior do Trabalho passa por reformulação
Quem vem acessando o portal do TST nos últimos dias tem notado alguma irregula...

 

17/01/2017
TST – Turma mantém responsabilidade de construtora por acidente em ônibus contratado para transporte de funcionários.
A Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho não conheceu de recurso da Ie...

 

13/01/2017
TRT 1ª – Desconto por “Quebra de caixa” é considerado legal.
A 9ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) negou provim...

 

13/12/2016
9ª Câmara afasta extinção sem julgamento de mérito de ação plúrima, mas indefere indenização por danos morais
A 9ª Câmara do TRT-15 deu provimento parcial ao recurso dos sete reclamantes q...

 

22/11/2016
Bancário que conseguiu reverter justa causa será indenizado por danos morais
Após conseguir reverter, na Justiça do Trabalho, a justa causa que lhe foi apl...

 

22/11/2016
Câmara mantém condenação a empresa que submeteu empregado ao trabalho com pó de sílica, sem proteção, mas revê valor
A 7ª Câmara do TRT-15 deu parcial provimento tanto ao recurso da reclamada, um...

 

 

 

Todas as Notícias Todas as notícias.

Notícias

 

27/11/2009

Transferência de empregado entre Matriz e Filial


Preliminarmente, a título de esclarecimentos, informamos que a transferência
de empregados é permitida entre estabelecimentos da mesma empresa
(matriz/filial) ou entre empresas do mesmo grupo econômico.

Existirá grupo econômico sempre que uma ou mais empresas, tendo embora, cada
uma delas, personalidade jurídica, estiverem sob a direção, controle ou
administração de outra, constituindo grupo industrial, comercial ou de qualquer
outra atividade econômica (art. 2º, Parágrafo 2º da CLT).

Assim, não ocorrendo essas hipóteses deverá ser procedida a rescisão do
contrato, lembrando que o fato das empresas terem sócios em comum, não significa
que as empresas formem um grupo empresarial para fins de transferência.

Portanto, sendo uma transferência ou remoção, por exemplo, o empregador
deverá promover as devidas anotações na CTPS, em anotações gerais, e em
observações no livro de registro de empregados, informando que o empregado foi
transferido/removido para ... em data de ..., com os direitos trabalhistas
garantidos, onde terá o número de registro ...; enviar para o estabelecimento
para o qual o empregado foi transferido a fotocópia da ficha de registro ou
folha do livro com a anotação; no local onde o empregado irá trabalhar deverá
ser aberto novo registro com os dados anteriores e informando em observações que
o empregado veio transferido de ... em data de ... com todos os direitos
trabalhistas adquiridos, onde estava registrado sob o número ... Deverá elaborar
o CAGED, informar na RAIS e na GFIP.

Quanto à comunicação para a Caixa Econômica Federal, o informe se dará
através do preenchimento da GFIP/SEFIP, com o código N1, e a data da
movimentação (transferência), conforme orientações constantes do respectivo
Manual, atualizado pela Instrução Normativa 880/2008.

Finalmente, recomendamos a análise, também, da convenção coletiva de
trabalho da respectiva categoria, para verificação de procedimento diferenciado,
caso em que deverá ser observado.

FONTE: Boletim Semanal Fiscodata - 26.11.2009


 

 


 

 

 Todas as notícias.
 Página inicial.

 

Mariano & Dias - Sociedade de Advogados

Unidade Campinas: Av. Aquidaban, n° 582, Sala 32, Centro - Campinas/SP - CEP 13026-510, próximo á Agência da Caixa Econômica Federal.

Unidade Americana: Av. Iacanga, n° 1267, Sala 5, Jardim Ipiranga - Americana/SP - CEP 13026-510, no mesmo quarteirão da Caixa Econômica Federal.